IFMT

Diretoria Sistêmica de Gestão de Pessoas

início do conteúdo

Campanha Novembro Azul: Informativo

Publicado em: Reitoria / 21 de Novembro de 2016 às 15:08

Algumas perguntas sobre o Câncer de próstata:

 Depois do câncer de pele, ele é o tumor maligno mais comum nos homens, representando cerca de 10% de todos os cânceres diagnosticados

1. O que é a próstata?
A próstata é uma glândula localizada na região pélvica do homem, apresentando um formato semelhante à de uma noz. Situa-se logo abaixo da bexiga e à frente do reto, sendo atravessada pela uretra, canal que se estende desde a bexiga até a extremidade do pênis e por onde a urina é eliminada.

2. O câncer de próstata acomete muitos homens?
O câncer de próstata é muito comum. Depois do câncer de pele, ele é o tumor maligno mais comum nos homens, representando cerca de 10% de todos os cânceres diagnosticados. Estima-se que um em cada seis homens vai desenvolver o câncer de próstata durante sua vida. No Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se em 2016 o surgimento de 61.200 novos casos, ou seja, 62 casos para cada 100.000 brasileiros! Felizmente, apesar da incidência crescente, observa-se um declínio das taxas de mortalidade, que caíram cerca de 40% nos últimos 15 anos nos países mais desenvolvidos. Essa redução se deve principalmente ao diagnóstico precoce (através do toque retal e do exame de sangue Antígeno Prostático Específico ou PSA) e ao aperfeiçoamento das formas de tratamento.

3. Qual a utilidade do toque retal?
O toque retal tem como finalidade detectar qualquer alteração na próstata (endurecimento, nódulos) que possa estar relacionada com a presença do câncer. Apesar de desconfortável, é parte fundamental da avaliação prostática, servindo também para auxiliar na decisão da melhor forma de tratamento, caso o câncer esteja presente.

4. Quando devo começar a avaliação para detecção do câncer de próstata?
É aconselhado que todos os homens a partir dos 50 anos devam procurar um urologista para definir a rotina de avaliação, após discutirem suas vantagens e desvantagens. A avaliação deve ser feita através do toque retal e de dosagens sanguíneas de PSA. Aqueles com história de câncer de próstata na família (pai, irmãos, tios) e/ou da raça negra devem iniciar essa avaliação aos 45 anos, devido ao maior risco associado.

5. Por que ainda há tanto preconceito e medo da realização do toque retal?
Embora haja a percepção que esse simples exame é imprescindível à identificação do câncer de próstata na fase inicial, o toque ainda esbarra na desinformação e na cultura de dois terços dos homens brasileiros, que não se submetem ao teste. O procedimento deve ser encarado da mesma forma que um exame de boca, nariz ou ouvido. O toque não interfere na masculinidade de ninguém, pelo contrário, é sinal de que o homem está preocupado consigo e com seus familiares.

Fonte: site da Sociedade Brasileira de Urologia. http://portaldaurolo gia.org.br/destaques/10- perguntas-sobre-o-cancer-de- prostata/

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Avenida Sen. Filinto Müller , 953 - CEP: 78043-400

Telefone: (65) 3616-4100

Cuiabá/MT